Quais os sintomas da ansiedade?

PUBLICIDADE

Ansiedade Guia passo a passo para ansiedade. No tratamento você tem a opção de entender as causas; sintomas; tipos de ansiedade; tratamentos eficazes; e medicamentos. Você, com certeza, já sentiu ansiedade antes de um grande evento. Embora seja normal, a preocupação exagerada por causa de situações cotidianas pode prejudicar a nossa saúde. Para explicar como esse fenômeno acontece, nós entendemos a seguir as causas, sintomas e tratamento para ansiedade.

jovem mulher com crise de ansiedade
reprodução internet

O Que É A ansiedade é uma condição psicoemocional caracterizada pela sensação de perigos constantes ao redor. Dessa forma, o ansioso sofre porque antecipa eventos que considera perigosos para ele. Por exemplo, um funcionário ter medo de ser demitido, mesmo que não haja motivos para demissão. Pessoas ansiosas têm uma qualidade de vida bastante prejudicada. Tanto que muitos ansiosos não levam uma rotina equilibrada ou desenvolvem relacionamentos de forma saudável. Essa preocupação constante pode durar por muitos dias ao longo de meses ou anos.

A ansiedade gera um desgaste físico, mental e emocional enorme para qualquer pessoa. Tudo porque o ansioso sempre considera o ambiente ao redor hostil para ele e não consegue relaxar.

Causas A ansiedade possui várias causas que podem agir sozinhas ou ao mesmo tempo. Os gatilhos do ansioso surgem com a depressão, doenças, estresse, genética, e até traumas. Tanto que muitos pacientes alternam entre quadros de depressão e ansiedade, relacionando um problema ao outro.

Sintomas A princípio, os ansiosos demonstram uma preocupação excessiva em relação ao cotidiano. Embora não existam motivos reais, as pessoas ansiosas acreditam que algo ruim acontecerá a elas. Por isso que pessoas com ansiedade demonstram:

  1. 1.Resposta exagerada aos eventos do cotidiano
  2. 2.Inquietação, nervosismo e tensão constantes
  3. 3.Problemas para lidar com inseguranças ou incertezas
  4. 4.Problemas para controlar pensamentos que causam preocupação
  5. 5.Pensar de maneira negativa a respeito de tudo
  6. 6.Problemas para tomar decisões importantes
  7. 7.Dificuldade para manter a concentração na rotina
  8. 8.Dores de cabeça
  9. 9.Cansaço, tensão e dores musculares
  10. 10.Distúrbios relacionados ao sono
  11. 11.Náuseas e diarreia
  12. 12.Suor em excesso
  13. 13.Respiração irregular e ofegante

Tipos de Ansiedade Muitas pessoas não sabem que a ansiedade possui mais de uma forma. Os tipos de ansiedade mais comuns são:

Fobia Social A fobia social provoca nas pessoas altos níveis de medo e preocupação em situações cotidianas. Se o problema surge na infância e não é tratado ele pode durar a vida inteira. Por isso, muitos portadores sempre evitam exposição a situações onde possa ser vigiado, como preencher documentos ou mexer no celular. Portadores da fobia social grave evitam interagir com outras pessoas em festas e até em entrevistas de emprego. Tudo porque eles sentem vergonha ou medo de serem julgados. O problema pode ser tão grave que muitas pessoas ficam isoladas do mundo.

Síndrome do Pânico A síndrome do pânico provoca quadros graves de ansiedade, sensação de medo intensa e grande desconforto. O portador nunca sabe quando a síndrome do pânico acontece porque a ansiedade surge sem aviso prévio. A síndrome pode ficar intensa após 5 minutos do seu início. Os ansiosos com síndrome do pânico têm medo de enlouquecer ou morrer, embora não exista perigo ao redor. Além do medo, as pessoas sentem mudanças no batimento cardíaco e respiração, dores no peito e boca ressecada. Por causa desses sintomas físicos o ansioso acredita sofrer de ataques cardíacos.

Transtorno de Ansiedade Generalizada É o tipo de ansiedade permanente e intensa que dificulta atividades cotidianas. Pessoas com esse quadro ansioso sempre estão preocupadas com a rotina, analisando cada detalhe com cuidado. Por isso que elas sentem dores e problemas para dormir, já que sempre estão tensas.

TOC (Transtorno obsessivo compulsivo) As pessoas com TOC têm medos irracionais e pensamentos obsessivos que geram ações compulsivas. Por exemplo, verificar mais de uma vez se a porta está trancada ou se a válvula de gás está fechada. Ademais, pessoas com TOC costumam organizar objetos seguindo uma lógica própria.

Melhores Tratamentos Segundo médicos, a ansiedade não tem cura, porém o ansioso pode controlá-la. O tratamento para ansiedade ajuda o portador a ter uma vida mais equilibrada e perto do normal. Para atingir essa meta, os terapeutas atenderão o ansioso em três etapas:

Comportamental Atividades físicas têm um papel importante no tratamento para ansiedade. Tudo porque elas melhoram os resultados positivos alcançados com a abordagem medicamentosa e psicoterapêutica. E as atividades físicas ajudam o paciente a controlar a sua ansiedade. Por isso, o ansioso deve escolher atividades que sejam prazerosas para ele. Além disso, o paciente deve fazer essas atividades três na semana por 30 minutos ao dia. O ansioso, sem dúvida, sentirá uma grande melhora no seu bem-estar.

Medicamentos O médico pode receitar ansiolíticos, remédios utilizados para relaxar e diminuir a insônia. As medicações mais utilizadas nessa categoria são lexotam, lorazepam e valium. Além disso, o ansioso pode precisar de antidepressivos como citalopram, fluoxetina e paroxetina. Esses medicamentos ajudam a elevar o nível de serotonina no organismo. Dessa forma, o ansioso consegue melhorar o humor e dormir melhor.

Para usar esses medicamentos o ansioso deve manter consultas regulares com um profissional capacitado. Afinal, o médico responsável indicará o melhor medicamento, a duração e dosagem apropriadas. Por isso, o paciente sempre deve seguir as orientações, respeitando o tratamento sem interrompê-lo.

Psicoterapia Além da medicação, a psicoterapia ajudará o terapeuta a entender a origem dessa ansiedade. Dessa forma, o terapeuta terá condições de ajudar o paciente a compreender os seus medos. Assim, o ansioso pode enfrentar a sua preocupação, mas sem sofrer como antes. Terapeutas utilizam bastante a terapia cognitiva comportamental durante o tratamento para ansiedade. Com a TCC o ansioso aprenderá a reconhecer pensamentos tóxicos e superar o medo. Além disso, a psicoterapia ajudará o paciente a pensar melhor nas próprias atitudes e decisões.

Ainda que pareça algo simples, a ansiedade compromete a qualidade de vida das pessoas. Tanto que muitos pacientes não conseguem ter uma vida calma e equilibrada como precisam. Portanto, o tratamento para ansiedade deve começar assim que o diagnóstico for concluído.

O paciente sempre deve respeitar as indicações orientadas pelos terapeutas. Ele terá um recomeço desafiador, mas, com certeza, perceberá uma grande melhora com o tratamento para ansiedade. Assim, o ansioso lidará melhor com o próprio medo e aprenderá a controlá-lo.

Importante Somente médicos e especialistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis nesta página possuem apenas caráter educativo.

Referências

  • American Psychiatric Association. DSM-IV: diagnostic and statistical manual of mental disorder. 4. ed. Washington (DC): American Psychiatric Association, 1994.
  • Barlow DH. Anxiety and its disorders. 2. ed. New York: The Guilford Press, 2002
  • Kessler RC, Nelson CB, McGonagle KA, Liu J, Swartz M, Blazer DG. Comorbidity of DSM-III-R major depressive disorder in the general population: results from the US National Comorbidity Survey. Br J Psychiatry 1996; 168(suppl 30):17-30.