Causas da Queda de Cabelo 2022: Suplementos e tratamentos recomendados por médicos

PUBLICIDADE

Sumário:
Guia passo a passo Queda de cabelo. No tratamento da queda de cabelo você tem a opção de entender as causas; principais sintomas; tipos de tratamentos; e medicamentos recomendados por médicos.

Para muitas pessoas, a queda de cabelo é um golpe forte contra a autoestima.

Afinal, o cabelo ajuda a reforçar a autoconfiança e segurança em relação à aparência e perdê-lo parece terrível.

Sendo assim, a seguir nós entenderemos melhor as causas, sintomas e tratamento para queda de cabelo.

Sobre a queda de cabelo

Segundo a Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar, a queda de cabelo afeta 25% das brasileiras entre 35 e 40 anos.

A partir dos 40 anos esse percentual pode chegar a 50% dos brasileiros.

Embora algumas pessoas temam esse fenômeno, médicos afirmam que esse processo é natural.

Todos nós perdemos, em média, quase 100 fios de cabelo todos os dias.

A queda de cabelo natural acontece porque os fios se renovam quando nascem, crescem e caem.

Entretanto, nós devemos prestar atenção à quantidade de fios perdida e se a queda é exagerada.

Logo, nós devemos observar se os cabelos ficam espalhados pela casa, vestuário e roupas de cama.

E também ao ralo do banheiro após o banho.

Causas

De acordo com especialistas, a queda de cabelo está relacionada a diversos fatores.

Por exemplo, mudanças hormonais, tratamento de doenças, estresse, uso de remédios ou problemas no couro cabeludo.

Confira a seguir algumas causas detalhadas desse problema:

– Anemia

A falta de ferro no organismo pode provocar a queda do cabelo.

Sendo assim, nós devemos manter uma dieta rica em vitaminas e ferro e fazer reposição do mineral por meio de remédios.

Um médico indicará a dieta e a dosagem correta do suplemento para não ocorrer outros problemas relacionados ao excesso.

– Cigarros

O tabagismo é um dos maiores fatores para a queda de cabelo.

Afinal, as toxinas presentes no cigarro provocam o desgaste dos vasos sanguíneos no couro cabeludo.

Em outras palavras, o cigarro torna o cabelo mais frágil e propenso à queda.

– Cistos nos ovários

A síndrome dos ovários policísticos pode causar queda de cabelo por causa do aumento da testosterona no corpo feminino.

– Eflúvio telógeno

Eflúvio telógeno é a queda súbita dos fios capilares. Na fase aguda, o eflúvio está relacionado a problemas que tenham acontecido há pelo menos 3 meses, como infecções, cirurgias, pós-parto, pneumonias ou estresse.

A boa notícia é que o eflúvio telógeno agudo costuma cessar sem a ajuda de remédios.

Porém, alguns casos precisam de medicamentos e terapias a laser ou de microagulhamento para reverter o quadro.

– Estresse

À medida que o estresse aumenta, os fios de cabelo tendem a cair. Tanto que muitas pessoas com casos graves perdem todos os fios de uma região da cabeça. O estresse desequilibra as funções vitais e deve ser amenizado, tanto para preservar o cabelo, quanto para evitar outras doenças.

– Problemas na tireoide

Quando a tireoide funciona de maneira exagerada ou ineficaz, o cabelo pode cair.

Por isso, é importante que o médico faça exames na glândula para determinar o que está errado com ela.

Em seguida, o tratamento ocorrerá por meio de remédios ou cirurgias, se necessário.

Sintomas

Confira a seguir os sintomas mais recorrentes da queda de cabelo:

  • 1. Após passar o pente, o cabelo sempre cai em grande quantidade.
  • 2. Cabelo cai mais rápido, onde é possível ver partes do couro cabeludo que antes estavam escondidas.
  • 3. Mudanças na textura, já que o cabelo fica mais fraco. Desse modo, uma pessoa não consegue repetir os mesmos penteados que costuma usar e sente o cabelo pesado após usar produtos no couro cabeludo.
  • 4. Perda da densidade ou volume de cabelo em um período superior a 6-12 meses. Por exemplo, pessoas que amarram o cabelo em 2 voltas, e agora precisam dar 3 ou 4 voltas com o elástico ao redor dos fios.
  • 5. Queda de cabelos em tufos ou volumes grandes

Tratamento

Se o seu cabelo cai bastante, vá imediatamente ao dermatologista para entender a causa.

É provável que o uso de produtos específicos para o problema ou alimentação adequada resolvam a queda.

O tratamento para queda de cabelo deve seguir as orientações dadas pelo médico durante a consulta.

Médicos podem indicar como parte do tratamento:

– Mudanças na alimentação

Alimentos com alta concentração de ferro, zinco, betacaroteno e ômega-3 podem diminuir e ajudar a prevenir a queda capilar.

Além de fortalecerem o cabelo, essas substâncias mantêm a integridade dos fios.

Mulheres após o parto ou que fazem reposição hormonal devem melhorar a qualidade das refeições.

Além disso, pessoas com doenças na tireoide, infecções ou em pós-operatório precisam investir nesses alimentos.

Não só terão uma recuperação rápida, mas também um cabelo saudável e volumoso.

– Remédios

Medicamentos como Anfetaminas, Carbimazol, Heparina, Lítio, Varfarina e Vitamina A influenciam na queda capilar.

Logo, o paciente deve conversar com o médico a respeito da troca ou suspensão dessas medicações.

Assim, ele continuará o tratamento, mas sem sentir efeitos colaterais indesejados.

Para pessoas com calvície, o transplante capilar pode ser uma solução.

Médicos retiram cabelo de uma região do corpo e implantam em uma área sem pelos.

Vários pacientes relataram que, com os cuidados necessários, o transplante foi bem-sucedido.

Mas se você quer soluções menos invasivas, Minoxidil e Finasterida podem estimular o crescimento capilar.

jovem rapaz com queda de cabelo severa
reprodução internet

Em casos onde a queda está relacionada aos fungos, o tratamento para queda de cabelo é feito com antifúngicos.

Para tratar a micose no couro cabeludo, médicos receitam o uso de Terbinafina ou Griseofulvina em comprimidos.

Se necessário, o paciente deve usar shampoo de selênio a 2,5% ou cetoconazol.

Cuidados capilares

Parte do tratamento para queda de cabelo envolve cuidados pessoais com os fios.

Nesse sentido, é importante evitar alisamentos ou penteados que prejudiquem o cabelo, levando à alopecia.

Por exemplo, não prender cabelo molhado, evitar o secador forte próximo à raiz e usar tranças e dreads por muito tempo.

Além disso, a hidratação ajudará o cabelo a ficar protegido, bonito e saudável.

O tratamento para queda de cabelo aumenta as chances de uma pessoa recuperar os fios.

Já que cada caso é diferente, os resultados podem variar bastante.

Por isso, o paciente deve consultar o dermatologista para entender qual o melhor tratamento e as chances de recuperar o cabelo.

Importante:
Somente médicos e especialistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis nesta página possuem apenas caráter educativo.

Referências

  • HIND Almohanna; AZHAR Ahmed. The Role of Vitamins and Minerals in Hair Loss: A Review. Dermatol Ther Journal. 9. 1; 51-70, 2019
  • CORREIA, P, Ana Teresa . Nutracêuticos para aplicação cosmética. Tese de conclusão de curso, 2012. Universidade Fernando Pessoa.
  • SEN, Ozan; TURKÇAPAR, G, Ahmet. Hair Loss After Sleeve Gastrectomy and Effect of Biotin Supplements. Journal of Laparoendoscopic & Advanced Surgical Techniques . Vol.31. 3.ed; 296-300, 2021
  • EVERTS Helen. Endogenous retinoids in the hair follicle and sebaceous gland. Biochimica et Biophysica Acta. 1821. 1; 222-229, 2012
  • THOMPSON, M, Jordan et al. The role of micronutrients in alopecia areata: A Review. American Journal of Clinical Dermatology |. Vol.18. 5.ed; 663-679, 2017